Contranatura

João Pedro Lima 

88 páginas

20x26cm

125 cópias

impressão em jato de tinta

capa flexível em serigrafia

ISBN 

978-65-00-41797-5

 

 

 

EDIÇÃO ESPECIAL 

10 cópias

caixa com berço revestido

fecho japonês

21,5x31,5x2,5cm

 

- LIVRO

- EDIÇÃO ESPECIAL

sequenciamento de imagens

Vitor Casemiro

design

Ana Schneider

texto 

Alix Breda

impressão

Selo Turvo

acabamento

Luciana Prado

produção executiva

Chico Oliva

Felipe Fiuza

Mars

publicação

Selo Turvo

Vi vislumbres de beleza em um pequeno objeto pontiagudo, no pó que deixamos pelo percurso — não apenas o indivíduo fantasmagórico, mas a própria floresta, como um conto fantológico. Como a vasilha confiada à Pandora, desabrocha uma Contranatura.

 

O projeto consiste em uma série de fotografias que passaram por processos de refotografar o próprio arquivo do fotógrafo João Pedro Lima. Realizado durante 02 anos de isolamento nas montanhas da Serra da Cantareira e no estúdio do artista em São Bernardo do Campo, o livro é uma coleção dessas experimentações gráficas que uma imagem pode entregar: o momento fotografado, a revelação com químicos vencidos, a reprodução da imagem através da ampliação e todo o processo repetido várias vezes. A investigação do artista com o espaço, os medos e anseios que uma floresta à noite pode trazer à tona.

 

"Sem a sombra da alcateia de animais desaparecidos os dias suspensos a nascente do rio de mercúrio se transformou em enchente e os arredores viraram sopro que se apagava de uma estória do sarçal que se vinga."

- Alix Breda

Contranatura foi impresso em nosso estúdio, desde o miolo em jato de tinta, até a capa em serigrafia. Passou também pelas mãos da encadernadora Luciana Prado para o acabamento final. Assim, abrindo uma conversa do objeto com o toque humano, sem utilização de máquinas - além da impressora caseira - para se ter um livro. Uma busca do que pode ser um livro sustentável.